Convergência Teatral

Eugène Ionesco – vida e obras

Posted on: 7 outubro | 2008

(Slatina, Roménia, 26 /11/1912 – Paris, 28/03/1994)

Comediógrafo francês. Filho de pai romeno e mãe francesa, em 1940 mudou-se para França. Estreou em Paris, onde tinha passado parte da sua infância, com A Cantora Careca. Trata-se de uma comédia num ato classificada pelo seu autor de anticomédia e que se caracteriza pelo seu surrealismo verbal. A sua comicidade, baseada mais no absurdo do que no significado, é uma constante do teatro de Ionesco.

A Cantora Careca desenrola-se da seguinte forma: no interior da Inglaterra, tipicamente burguês, o casal Smith conversa dizendo banalidades com pouco sentido; aparece Mary, a criada, que anuncia a visita dos Martin. Entram, sentam-se e, como se não se conhecessem, iniciam um diálogo; ao fim de algum tempo, depois de um acumular de ocorrências, em virtude das coincidências percebem-se de que são marido e mulher. Entra um bombeiro à procura de um incêndio. Quando vai embora, os quatro personagens entabulam um diálogo sem substância que vai subindo de tom até que adoptam atitudes ameaçadoras. Por fim, as frases não têm sentido e as palavras desarticulam-se limitando-se a sons. As luzes apagam-se e, quando voltam a acender-se, a comédia volta a iniciar-se: os Martin ocupam o lugar dos Smith e voltam a repetir-se as ocorrências iniciais.

Em obras posteriores, como A Lição, As Cadeiras ou Jacques ou a Submissão, a temática revela uma intenção decididamente metafísica. Ionesco mostra a sociedade humana como privada de realidade. O Rinoceronte (1960), a sua obra de maior êxito, tem uma mensagem que, ao intelectualizar-se, perde o atrativo da sua ambiguidade. Em contrapartida, em obras posteriores, como O Rei Está a Morrer, La Soif et la Faim e Macbeth, a atmosfera torna-se mais autêntica.

Ionesco, no panorama do teatro do século xx, situa-se próximo de Beckett, ainda que com menor lucidez e força poética, como intérprete do mal-estar, das dúvidas e do desespero do homem contemporâneo.

Ionesco, morreu aos 81 anos e está sepultado no Cemitério do Montparnasse, em Paris.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog Stats

  • 4,227 hits
outubro 2008
S T Q Q S S D
« set   nov »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: